7 tendências de TI que um profissional não pode ignorar

7 tendências de TI que um profissional não pode ignorar

Todo o profissional que deseja evoluir em sua carreira precisa estar bem informado e antenado com as inovações do mercado em que atua. Em TI isso é ainda mais presente, dada a velocidade com que a tecnologia evolui.

O ponto é que as tecnologias da informação e da comunicação têm mudado tão rapidamente que estão provocando uma verdadeira transformação na forma como as empresas encaram seus negócios e se relacionam com seus públicos.

Para que você possa estar por dentro das tendências que estão mudando o mundo, acompanhe nesse artigo algumas inovações já disponíveis que vão ganhar ainda mais destaque num futuro bem próximo.

1. Impressão 3D

Impressão 3D

Há alguns anos, imaginar um equipamento que fosse capaz de imprimir um objeto e torná-lo real seria uma coisa possível apenas na imaginação ou, no máximo, nos filmes de Hollywood. Hoje, as impressoras 3D não apenas existem, como vem ganhando ainda mais destaque e se tornando acessíveis.

Graças a essa inovação, a demanda aumentou e muitos setores como o médico e o aeroespacial já aderiram à novidade. A tecnologia possibilita o uso de uma ampla gama de materiais, incluindo ligas avançadas de níquel, fibra de carbono, vidro, tinta condutora, eletrônicos, materiais farmacêuticos e biológicos.

Estima-se que até 2019 haja um crescimento de 64,1% no número de impressoras 3D para grandes corporações. Haverá também uma expansão constante dos materiais que podem ser impressos, além do aprimoramento da velocidade com que os itens podem ser copiados e do surgimento de novos modelos para imprimir e montar peças.

Todo esse avanço fará com que nos próximos 20 anos tenhamos uma grande mudança em como pensamos a cadeia de suprimentos e a linha de montagem. Para que tudo funcione bem, a expertise dos profissionais de TI fará toda a diferença.

2. Equipamentos e agentes autônomos

Equipamentos e agentes autônomos

É inegável a contribuição que as máquinas físicas inteligentes oferecem ao mundo, mas as inovações baseadas em software apresentam um retorno mais rápido, uma vez que aprimoram a experiência de uso e constituem a principal interface com o usuário.

Os assistentes pessoais virtuais como o Google Now, o Cortana da Microsoft e o Siri da Apple são exemplos dessa tecnologia. Nesses softwares, em vez de interagir com menus, formulários e botões, o indivíduo fala com diretamente com o aplicativo.

Acredita-se que nos próximos cinco anos evoluiremos para um mundo pós-aplicativos, com agentes inteligentes fornecendo ações e interfaces dinâmicas e contextuais. Se somarmos a isso o uso da Realidade Aumentada, as possibilidades tornam-se ainda mais inusitadas.

Para ficar alinhado com essa tendência, o profissional de TI deve estudar o funcionamento desses softwares e entender como eles podem aumentar sua produtividade, permitindo que as pessoas façam apenas os trabalhos que humanos podem fazer.

3. Comunicação integrada

Comunicação integrada

Vivemos um momento de muita barulheira virtual. As redes sociais explodiram de vez e há quem esteja confuso com tantas plataformas para gerenciar. Para as empresas isso também é um desafio. São canais e mais canais de comunicação com funcionalidades e objetivos distintos.

Nos próximos anos, a tendência é que essa linha de comunicação entre empresas e consumidores seja reorganizada e dê lugar a um processo mais integrado, onde todos os canais possuam a mesma linha de atuação, usando a mesma linguagem e tirando proveito disso para alavancar os negócios.

Nesse intuito, as tecnologias da informação e da comunicação terão um papel muito importante. Os profissionais da área precisarão criar soluções que consolidem toda essa maré de informações num mesmo fluxo.

4. Virtualização das empresas

Virtualização das empresas

Uma das grandes tendências para os próximos anos é a virtualização das operações das empresas. Com o cloud computing, não será mais necessário ter uma estrutura física, com fachada, endereço certo e conta de aluguel para pagar. Para os profissionais, essa mudança traz mais flexibilidade de horário e a possibilidade do home office.

Hoje, o uso mais intensivo da nuvem esbarra na preocupação com a segurança da informação e os profissionais de TI tem aí um grande desafio e uma oportunidade de desenvolvimento na carreira.

5. Aprimoramento do Big Data

Aprimoramento do Big Data

O conceito de Big Data já é bem difundido e todos sabem que as empresas geram uma quantidade muito grande de informação.

A tendência é que as organizações passem a estruturar melhor sua base de dados e gerem informações na nuvem que auxiliem na tomada de decisões. O desenvolvimento do Big Data proporciona também uma maior integração de todo o negócio, dispensando reuniões, relatórios e equipes inchadas para lidar com o conhecimento corporativo.

6. Cloud collaboration

Cloud collaboration

Como falamos, a virtualização das operações é um caminho natural no mundo corporativo. Com o auxílio da cloud computing, toda a inteligência empresarial estará disponível a qualquer hora e lugar, podendo ser compartilhada com as empresas e pessoas que contribuem com o negócio.

Esse espírito colaborativo transformará a forma como as empresas se relacionarão com seus clientes e fornecedores e criará uma verdadeira cadeia de valor agregado onde todos se tornam mais competitivos.

7. Self apps

Self apps

A cada dia, incontáveis novos aplicativos são criados. Nos próximos anos este movimento continuará acontecendo, mas de uma forma diferente. A tendência é que os apps sejam muito mais customizáveis, totalmente personalizados ao gosto do usuário. Você poderá fazer o download de um aplicativo qualquer e configurá-lo do seu jeito, criando quase um app totalmente novo.

Como vimos, são muitas as novidades que já estão agitando as perspectivas do setor de TI e você, profissional da área, precisa estar de olho em todas elas. Deixe o seu comentário e compartilhe conosco suas experiências com as tendências que citamos.

4